Notícias

Estudantes de Maceió participam de ação do Programa de Educação Fiscal

Compartilhar

postado em 20/09/2018 15:00 / atualizado em 20/09/2018 15:00

Facilitadores da Secretaria Municipal de Economia de Maceió, em Alagoas, ofereceram mais uma Oficina de Educação Fiscal, nesta quarta (19), apresentando para as crianças os conceitos de tributos municipais e ensinando sobre a importância da cidadania.

A oficina faz parte do Programa Educação Fiscal e visa ensinar, por meio de jogos, músicas, dança e outras ferramentas lúdicas para aguçar o interesse dos alunos sobre tributos municipais como o IPTU, ISS, ITBI e Taxas, além de trazer outras noções de cidadania, como respeitar os mais velhos, manter a cidade e a escola limpas, prestar atenção nas aulas, dentre outras. Brindes com jogos educativos foram ofertados para as crianças que participaram da ação.

Alunos conhecem conceitos de tributos municipais (Foto: Ascom Semec/Maceió)

A facilitadora do programa, Danielle Monteiro, destaca a importância de ensinar educação fiscal para as crianças. Eu vejo a educação como o único caminho para a mudança da nossa sociedade. O que nós estamos fazendo é educar as crianças, plantando a semente em uma futura geração que conheça a importância dos tributos na manutenção e realização das obras públicas, assim como da cidadania para uma vida em sociedade cada vez melhor”, destacou.

Além da oficina, outras ações foram realizadas com os alunos da escola municipal. Um projeto que já vem sendo executado, em parceria com o Programa Educação Fiscal, é o da Guarda Faz Escola, que levou música e dança para os alunos. Todas as ações foram integradas ao Programa Mais Educação, que já acontece na escola, e oferece ensino integral para os alunos com diversas atividades.

Ângela Mendes, monitora do Mais Educação, falou sobre os detalhes do programa e de sua utilidade para a comunidade. O programa vem sendo realizado desde 2008. Ele oferece ensino integral para os alunos com atividades culturas, esportivas e educacionais. O programa é de muita importância, porque atinge áreas de vulnerabilidade e acaba, por diversas vezes, retirando crianças do caminho do tráfico de drogas e outros problemas que são mais intensos nessas regiões mais vulneráveis”, salientou.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Economia de Maceió/AL